"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

terça-feira, 4 de abril de 2006

PPS vai votar pela cassação de João Paulo Cunha

A bancada do PPS vai votar, nesta quarta-feira, pela cassação do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), acusado de receber R$ 50 mil do valerioduto e de ter contratado irregularmente, quando presidia a Câmara, a agência de publicidade de Marcos Valério, o operador do mensalão. Os deputados do partido, como fizeram nas votações passadas, vão seguir a recomendação do Conselho de Ética da Casa, que pede a perda de mandato do petista.

Para o presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire, o Conselho de Ética está fazendo um bom trabalho na apuração dos escândalos de corupção. "Minha posição pessoal, e que também vem sendo adotada pela bancada, é a de seguir o que recomenda o Conselho de Ética. O PPS não compactua com nenhum tipo de acordo para salvar acusados de corrupção", garantiu Freire.

O líder do partido na Câmara, Fernando Coruja, ressalta que o PPS está apoiando o movimento pela fim do voto secreto no Congresso, inclusive nas votações de cassações. "O eleitor tem o direito de saber como vota o seu representante. O sigilo do voto acaba servindo para proteger os que participam de acordos espúrios", avalia Coruja.

Veja mais informações: www.pps.org.br

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail