"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

domingo, 28 de maio de 2006

Acesse o Contas Abertas

Você sabia?

- Que em 2004, a União gastou R$ 91,4 milhões com "Cópias e Reprodução de Documentos"? E que este valor é superior a todos os dispêndios com o programa de "Reaparelhamento e Adequação da Marinha do Brasil" (R$ 785,1 milhões)?
- Que os gastos da União com o pagamento de taxas de condomínio de edifícios alugados para abrigar diversos órgãos do governo atingiram R$ 47,8 milhões em 2005? Essa conta cresceu 50,8% de 2001 até agora. Com o dinheiro gasto no ano passado, o governo poderia construir pelo menos 2.811 casas populares entre 30 e 35 metros quadrados para a população mais carente.
- Que manter um presidiário no Brasil onera os cofres da União em aproximadamente R$ 18 mil por ano? De acordo com estimativas do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), cada presidiário custa em média, de R$ 1.000 a R$ 2.000 por mês, o equivalente a mais de quatro salários mínimos, fixados em R$ 350,00. Um estudante das instituições públicas no país custa a metade desse valor. Segundo pesquisa feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU), um estudante universitário custa aproximadamente, R$ 790 por mês e R$ 9.488,00 por ano.
- Que até o início de dezembro de 2005, as despesas totais da União com publicidade superaram em R$ 27 milhões os investimentos em saúde (construção de hospitais e postos de saúde, compra de equipamentos, etc) e em R$ 12 milhões os investimentos em educação (construção de escolas, instalações, etc)?
- Que o Judiciário gastou no ano passado R$ 9 milhões com gêneros alimentícios e materiais de copa e cozinha? A quantia parece pequena diante do orçamento de R$ 20,3 bilhões, incluindo os restos a pagar de exercícios anteriores, mas equivale ao total de investimentos do Fundo Nacional de Segurança Pública - FNSP em 9 estados brasileiros em 2005. Só na compra de materiais de limpeza foram mais R$ 3,4 milhões. A verba é maior que os R$ 2,8 milhões gastos pelo programa de desenvolvimento tecnológico do setor de energia brasileiro do Ministério de Minas e Energia.

Tudo isso pode ser visto no site www.contasabertas.com.br que "decifra" os dados do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira da Secretaria do Tesouro Nacional) e publica em linguagem fácil as prestações de contas. A equipe que produz o site possui especialistas em entender a infinidade de números nas confusas planilhas que são apresentadas pela União e pelo GDF. Além disso, há dicas de como cada pessoa pode fiscalizar seu município. Vale a pena conferir!

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail