"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Comunidade palestina protesta em Brasília contra ataques de Israel à Faixa de Gaza

Foto: Janine Moraes/ABr


Brasília - Integrantes da Comunidade Árabe-Palestina do Distrito Federal se reuniram hoje (13) em frente à Rodoviária do Plano Piloto, em uma manifestação que tinha como objetivo chamar a atenção da população brasileira para o conflito entre palestinos e israelenses, na Faixa de Gaza.

“O que está acontecendo, para nós, para o mundo democrático e livre, é um genocídio”, afirmou o presidente da Comunidade, Khaled Hilal Nasser, se referindo aos mais de 900 palestinos mortos no conflito. “É nosso dever mostrar para o resto do mundo o que está acontecendo”, completou.

Com fotos de crianças palestinas mortas pelos ataques de Israel, cartazes classificando o Estado de Israel como terrorista e nazista e palavras de ordem, os manifestantes saíram da plataforma superior da rodoviária e deram a volta, passando pelo Conjunto Nacional e o Setor de Diversões Sul.

Khaled, que veio para o Brasil estudar em 1982, disse acreditar que é possível a coexistência pacífica de dois Estados vizinhos, o de Israel e o da Palestina, “quando ele nos derem a nossa liberdade para construir o nosso país livre e democrático”.

Safiah Ali, também palestina, veio para o Brasil em 1968, logo depois da Guerra dos Seis Dias. Ela concordou com Khaled e disse que a paz é possível. “É possível muçulmanos, católicos e judeus viverem juntos, porque a religião não briga, quem está brigando é para dominar a terra, e aquela terra não precisa de domínio, precisa de o povo dela vivendo em paz”, disse.

Para ela, ainda falta uma ação mais forte da comunidade internacional, em particular dos Estados Unidos e da Organização das Nações Unidas (ONU), para se conseguir uma trégua duradoura no Oriente Médio.


Por Ana Luiza Zenker
Repórter da Agência Brasil

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail