"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Quadrilha na Praça dos Três Poderes



Não pude ir à última reunião do Movimento Saia às Ruas e só agora fiquei sabendo qual foi a deliberação, cujo convite se encontra acima.


Segundo o blog do Movimento, é "tamanha a situação de destruição do Judiciário brasileiro, que somente as velas não foram suficientes! Agora vamos fazer um FOGUEIRA na frente do STF!!!!"
Dia: 24 de junho
Às 18 h

É a data da peleja do POVO BRASILEIRO contra Gilmar Dantas e seus capangas!



Eu vou. Espero encontrar você por lá ;)
Segue matéria da Folha Online sobre o manifesto que pegou Mendes de surpresa hoje:


Mendes enfrenta protesto e gritos de "fora Gilmar" e diz não se incomodar

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília


O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, enfrentou nesta quarta-feira o protesto de um grupo de manifestantes contrário à sua permanência no comando do tribunal. Ao deixar a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Mendes foi surpreendido por gritos de "fora Gilmar" --mas disse não se incomodar com as críticas. "De jeito nenhum", respondeu o ministro ao ser questionado se as críticas o abalavam. Os manifestantes integram o "Movimento Saia às Ruas", criado depois que Mendes discutiu com o ministro Joaquim Barbosa, do STF, no plenário do tribunal.

O movimento, integrado em sua maioria por estudantes, vem realizando uma série de protestos no país contra Mendes desde a discussão no plenário do Supremo. Em um dos protestos, realizado no início de maio em frente à sede do STF, os manifestantes não se aproximaram de Mendes. Desta vez, eles esperaram a participação do ministro em audiência pública na CCJ para dispararem as críticas a poucos metros do presidente do STF. Na ocasião, Mendes se mostrou indiferente à manifestação, minimizou as críticas e disse que os protestos fazem parte do processo democrático. O ministro afirmou, na época, que não se incomoda com tais comentários. "Não me incomoda de nenhuma maneira. A gente se qualifica na sociedade pelos amigos que se tem e inimigos que se cria", disse.

Os integrantes do "Movimento Saia às Ruas" defendem que Mendes deixe a presidência do STF por supostamente não ter "imparcialidade" para julgar os casos que chegam ao tribunal. "Ele é um péssimo representante do Judiciário. Não está honrando com as obrigações que têm enquanto presidente do STF. Ele tem agido de uma forma parcial. Isso extrapola as prerrogativas de qualquer magistrado. A história do Gilmar é marcada por uma série de máculas", disse José Vaz Parente, representante da Confederação Nacional dos Servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e integrante do "Movimento Saia às Ruas".

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail