"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Sem palavras

Essa história da Geysi Arruda, a universitária que foi xingada e escoltada pela polícia para fora da faculdade por estar com um vestido curto é tão... inaceitável.

Fico lendo as últimas notícias, com declarações de colegas que, ainda que reconheçam o "exagero" acham que ela estava "errada em se vestir daquela forma". Que país é esse?

Se no Brasil, terra das bundas ao sol, acontece um fenômeno desses, que chances temos de reduzir a violência de gênero em países em que essa prática é mais radical e tem sustentação em argumentos políticos, religiosos ou até mesmo legais? Se o Brasil hostiliza publicamente uma minissaia, que argumentos temos para combater as violações de direitos em outros países?

A manifestação coletiva dos alunos, divulgada em vídeos pela internet é uma das cenas mais animalescas que tive o desprazer de assistir nos últimos tempos. E mesmo assim, ainda há gente, estudantes universitários (ou produtos do "mundo acadêmico") que acreditam que ela "provocou a situação".

Simplesmente não encontro mais palavras para isso. A cada nova informação sobre o caso, fico mais chocada. Existe limite para a perversidade humana?

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail