"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Cultura FM DF: rádio pública está sucateada e engessada

O texto abaixo é da jornalista Jéssica Macedo em seu blog. Recomendo a leitura e acompanhamento dos comentários por lá também.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------


Quem me lê, sabe muito bem que na última Eleição votei no Agnelo Queiroz (PT-DF) para governador. OH sim, eu realmente apostei minhas fichas nele por um governo mais transparente e realmente eficaz. Sem remendos, sabe como é!? Nada de operações “tapa buracos” que daqui a próxima chuva se abre de novo. Quero construções sólidas, no sentido literal e figurado dessa palavra.
Em especial, hoje venho revindicar sobre a Cultura. É a cultura, sua secretaria de cultura e suas últimas intervenções. O ano nem bem começou e na minha opinião ela já fez “caca”.  Ou melhor dizendo, ele, o excelentíssimo senhor secretário de Cultura, Hamilton Pereira, ou vulgo poeta Pedro Tierra.
Vou falar do que sei, por fontes seguras e confidenciais, que a Rádio Cultura – rádio pública do Distrito Federal que possui programação voltada para a cidade e qualidade musical e de programação não vistas nas rádios comercias que encontramos por aqui – está engessada.
A primeira atitude do nosso secretário foi mandar embora todos os comissionados e cargos de confiança da rádio. Desnomear Marcos Pinheiro do cargo de diretor (provavelmente porque ele foi nomeado no Governo Arruda). Agora estamos lá, com a programação engessada. O programa Revista 100,9 – o de segunda melhor audiência, ficando atrás apenas do Cult22, nem vai ao ar. Foi para o limbo e olha, ele faz falta nas sextas-feiras ao fim da tarde.
E aí, qual providência? Há muito tempo a rádio está sucateada. Equipamentos antigos, dando defeito e não cumprindo com o acompanhamento da tecnologia já desenvolvida. Brasília merece a Rádio Cultura. E merece que ela funcione corretamente.
Peço que me ajudem a levar esta mensagem ao senhor governador Agnelo Queiroz e ao senhor secretário de Cultura, Hamilton Pereira. Retuitem o texto. Mencionem ambas autoridades, vamos fazer um burburinho. Quem sabe assim, as coisas voltam a funcionar por aqui.
Já está na hora desse povo trabalhar. E trabalhar com gás.  E pra mim, a Rádio Cultura não funcionar É FORMA DE CENSURA À CULTURA LOCAL.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail