"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

sábado, 2 de abril de 2011

ENTIDADES ENTREGAM CARTA ABERTA PELA PAZ NA LÍBIA



Representantes de várias entidades que compõem a CMS – Coordenação dos Movimentos Sociais fizeram uma caminhada em Brasília, no último dia 31 de março, para entrega de uma carta aberta às Comissões de Relações Exteriores da Câmara e do Senado e ao Ministério das Relações Exteriores.

documento solicita o fim dos bombardeios por forças estrangeiras na Líbia. A motivação principal, além do início das operações militares a partir da resolução da ONU, foram os últimos ataques que mataram 26 crianças em uma escola em Trípoli, atingida por um missel, e ainda 95 enfermos em um hospital. As entidades decidiram se unir às manifestações mundiais e denunciar também a manipulação dos meios de comunicação, que levam a opinião pública a acreditar que esses ataques são justificáveis por uma suposta "defesa dos civis" líbios. No entanto, esses mesmos civis estão sendo atingidos pelas forças aliadas. Enquanto isso, no BARHEIN, foram mortos nos últimos dias 252 manifestantes e na ARABIA SAUDITA 620, com o apoio das forças militares dos EUA contra a oposição aos governos desses países, eventos que não receberam da mesma mídia qualquer comentário.
             
Dentre as entidades presentes na caminhada e signatárias da carta, estiveram a UNE (União Nacional dos Estudantes), o MDD (Movimento Demoracia Direta), a CUT-DF (Central Única dos Trabalhadores do DF), a Cebrapaz (Centro Brasileiro de Solidariedade e Luta pela Paz), o CDR Cuba (Centro de Defesa da Revolução Cubana) dentre outras. Seus representantes caminharam da Comissão de Relações Exteriores, no Senado Federal, até a mesma Comissão na Câmara dos Deputados e, em seguida, foram recebidos pela assessoria do Ministro Patriota no Palácio do Itamaraty.


Ao final, o grupo foi recebido pelo Embaixador da LIBIA no Brasil.

Coordenação de Comunicação do MDD Nacional


Crédito das fotos: Juliana Medeiros

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail