"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

sábado, 8 de outubro de 2005

Mistérios do caso Celso Daniel

Há muito tempo um conhecido militante do PPS vem fazendo denúncias a respeito do assassinato do Prefeito CELSO DANIEL. Algumas vezes as informações foram repassadas ao jornalista do JORNAL AGORA, Rogério Panda (falecido aos 33 anos) e ao jornalista Alexander Carvalho do DIÁRIO DE SÃO PAULO que sempre estiveram à procura de pistas sobre o crime. Porém, permanecem um mistério muitas questões que, não se sabe porque, a polícia jamais procurou investigar:

1 - Quem fez o pagamento do helicóptero que deu fuga ao preso que depois comandou o sequestro do prefeito;
2 - Onde foi parar o interrogatório do piloto do helicóptero;
3 - O que havia por trás da relação entre Celso Daniel e Sérgio Gomes (o Sombra);
4 - Porque razão a namorada de Celso Daniel arrancou as páginas do livro de visitas do apartamento dele;
5 - Porque Gilberto Carvalho que sempre foi ligado à Lula se transformou em chefe de gabinete do prefeito Celso Daniel, mesmo não tendo ligações anteriores com ele, e de quem partiu a indicação;
6 - Porque a namorada do prefeito foi trabalhar com Lula no palácio;
7 - Porque o PT e Delúbio Soares mais José Dirceu, contrataram o escritório do ex-procurador da república Aristides Junqueira por mais de R$ 500 mil para acompanhar o caso do prefeito assassinado;
8 - Qual a relação existente entre o dinheiro do Marcos Valério e este caso;
9 - Porque o advogado Greenhalg orientou a namorada do prefeito a mentir no inquérito afirmando que estava esperando Celso Daniel em sua casa sendo que ela própria comunicou o sequestro do prefeito estando neste momento fora de Santo André e tendo feito a comunicação uma hora e meia antes do sequestro ocorrer.
Estas informações estão nas investigações do ex-delegado Romeu Tuma Júnior. O delegado, durante reunião na Assembléia de São Paulo, expôs todas estas questões à um grupo de parlamentares avisando que estava sendo ameaçado de afastamento do caso o que aconteceu na realidade, seguido da declaração do Dep. Greenhalg afirmando à imprensa que o assassinato do prefeito não havia sido um crime político.
O ex-Juiz Rocha Mattos declarou à imprensa não ter cópias das fitas grampeadas pela PF, mas pessoas próximas afirmam que ele está aguardando o momento certo.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail