"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

segunda-feira, 12 de março de 2007

Na Hora Rodoviária sem condições de funcionamento

Hoje a unidade do Na Hora Rodoviária em Brasília, amanheceu com seus funcionários do lado de fora, reclamando do calor e do mau-cheiro. Eles alegam que o ar-condicionado não funciona bem desde a inauguração, em 2002, mas que na semana passada parou de vez. Ao mesmo tempo, na quarta-feira, o encanamento da rede de esgoto também apresentou um problema de entupimento, fazendo com que o mau-cheiro se espalhasse e, com o calor, a situação ficasse insustentável.

Este blog já havia anunciado que desde o final do ano passado vários setores do GDF passam por problemas como falta de manutenção e de material. Como o novo governo não realizou ainda licitações para a maioria dos serviços, em vários lugares faltam material de limpeza e de expediente. Outro problema é que muitos cargos comissionados que foram exonerados, trabalhavam há tantos anos dentro da estrutura de governo, que acabaram fazendo falta para o funcionamento da máquina. Os novatos simplesmente não sabem o que fazer em muitas situações emergenciais.

O Na Hora é um projeto de atendimento diferenciado que deu certo. Idealizado por diversos servidores públicos que utilizaram serviços semelhantes em outros estados como modelo, ele é uma reunião de vários serviços públicos. Em cada unidade, o cidadão encontra um posto de atendimento de cada órgão do GDF e ainda um posto do INSS, que tem um contrato de parceria com o governo local. Para fazer parte da equipe do Na Hora, os servidores frequentaram cursos de formação na Escola de Gestão e treinamentos e estágios dentro dos órgãos onde irão trabalhar no Na Hora.

Porém, já dentro da unidade, os servidores podem ser remanejados pra outro órgão e receberem treinamento dos supervisores no próprio local. Para cada atendimento realizado, o cidadão atendido deve escolher em um teclado para este fim a opção de sua escolha sobre o que achou de cada atendimento (muito bom, bom, regular ou ruim). Esta avaliação reflete diretamente na folha de pagamento de cada servidor. Além disso, as câmeras espalhadas por todo o ambiente e os supervisores e gerência que circulam pelo local garantem também a excelência no atendimento.

O Na Hora abre para o atendimento todos os dias (inclusive aos sábados) às 7:30h da manhã. Geralmente, há uma fila de pessoas na porta da unidade desde as 06:00 que esperam para pegarem senhas para serviços mais demorados como a confecção da carteira de identidade ou ainda para serem atendidos mais cedo e poderem seguir para seus trabalhos. Ao perceber que a unidade não abriria, os cidadãos começaram um protesto que por pouco não virou uma confusão maior. Os mais exaltados tiveram que ser controlados pelos servidores da polícia que trabalham no local.

Depois das 09:30h da manhã, chegaram alguns membros da nova diretoria que irá assumir o posto. Eles convocaram os servidores para entrarem na unidade para uma conversa mas acabaram tendo que dispensar a todos pois a pessoa responsável pela manutenção avisou que só conseguiria concluir o serviço depois das 16h. A nova gerente do Na Hora que assumiria o posto hoje, foi aconselhada a chegar mais cedo a partir de amanhã.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail