"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Manifestacao do Meretz - Partido Socialista de Israel

Decisão do Conselho executivo do Meretz acerca do confronto na faixa de Gaza


A respeito da operação militar na faixa de Gaza, as decisões do conselho executivo do Meretz são as seguintes:

1 - O Conselho Executivo do Meretz clama por um cessar fogo imediato, através da ajuda de iniciativas internacionais, conversações diretas ou até por decisão unilateral de cessar fogo por tempo limitado. Um acordo de longo prazo deve garantir a paz no sul do Estado de Israel e um término rápido na negociação para a soltura de Gilad Shalit, soldado das Forças de Defesa de Israel, assim como a abertura das entradas e saídas da faixa de Gaza.

2 - O Conselho Executivo do Meretz adverte contra o prosseguimento das ações militares, especialmente a invasão terrestre, que, desta vez, levará ao afundamento no pântano de lama de Gaza.

3 - O Conselho Executivo do Meretz condena a continuação das agressões contra os cidadãos do Estado de Israel pelo Hamas e outras organizações terroristas, assim como apoia o direito e a obrigação do Estado de Israel de defender seus cidadãos.

4 - O Conselho Executivo do Meretz condena o assassinato de palestinos inocentes. Uma ação para prevenir o terror contra os residentes nas vizinhanças de Gaza não justifica a agressão a inocentes.

5 - Não há e não deverá haver uma solução militar para pôr fim ao terror. Mesmo agora, talvez com vigor maior, precisamos originar e promover, de alguma forma, um acordo político entre o Estado de Israel e a Autoridade Palestina, dentro do espírito da mais recente iniciativa de paz com a Arábia Saudita.

6 - O Conselho Executivo do Meretz se solidariza com os cidadãos israelenses que vivem no sul de Israel e exige que o governo de Israel aja, o quanto antes, para minorar sua dor e sofrimento ao longo deste período.

7 - O Conselho Executivo do Meretz condena severamente as vozes que propõem a restrição aos direitos dos arabes israelenses de expressarem suas idéias a respeito da operação militar em Gaza. É seu total direito expressar sua opinião, portanto, não é contra a lei.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail