"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Aos professores do Brasil

Neste 15 de outubro, em nome da diretoria da FENAJ, saudamos todos professores do Brasil, pela sua batalha dura e diária nas escolas e universidades, baseada na compreensão de que a educação é um dos pilares para a construção de um país melhor, com mais justiça social e democracia. Por também termos este entendimento, reafirmamos que igualmente é nossa, do movimento sindical dos jornalistas, a bandeira de luta pelo ensino público, gratuito e de qualidade em todos os níveis.

Saudamos em especial os professores de Jornalismo, empenhados, também cotidianamente e com muita luta, na busca de uma qualidade cada vez maior para a formação ao exercício de uma profissão com tamanha relevância social como a do jornalista.

Assim como os demais professores e todos os trabalhadores brasileiros, os docentes do Jornalismo enfrentam baixos salários, condições de trabalho adversas, precarização das relações trabalhistas, entre outras dificuldades. E ao mesmo tempo em que lutam para a superação destes problemas comuns a toda a classe, não deixam de se engajar em outra grande batalha, junto com os profissionais jornalistas, os estudantes e apoiadores de toda a sociedade, contra a tentativa de desqualificação da nossa profissão, com a derrubada, pelo STF, da exigência do diploma universitário para o exercício do Jornalismo.

A diretoria da FENAJ, ao destacar a participação do FNPJ (Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo) neste movimento, agradece a todos os docentes este engajamento decisivo para a defesa da profissão e do Jornalismo. E conclama para que sigam firmes em defesa da qualidade do ensino, da obrigatoriedade do diploma, enfim, do Jornalismo brasileiro.

Somos mais de 80 mil jornalistas no Brasil, entre os quais milhares de professores, que somente com a valorização do seu trabalho, a melhoria da formação, a regulamentação do exercício profissional, conseguirão garantir dignidade para sua profissão e qualidade, interesse público, responsabilidade e ética para o Jornalismo.

Sérgio Murillo de Andrade - Presidente da FENAJ

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail