"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Coerência?

Segundo informações de um companheiro do sul, a governadora Yeda do PSDB, já tem 60% de rejeiçao (inédito no estado), o que inviabiliza desde já uma pretensa candidatura à reeleição.


Ela tem um pedido de impeachment em andamento com cerca de 70% de apoio popular. Tem uma CPI em andamento na qual o ex-presidente do DETRAN (quadro de confiança  indicado pela governadora) depõe afirmando que a governadora tirava 11% ao mês de um esquema, desviados como cota pessoal.




Nos debates na imprensa últimos dias, os analistas (inclusive os simpáticos à ela) concordam que: a governadora é desagregadora e criou conflitos desnecessários desde o início, que politicamente o governo está naufragando e é surpreendente que ainda haja uma base politica do governo funcionando de maneira fiel.

Agora, adivinhem qual o partido (além do PSDB) é o cão de guarda, a tropa de choque, a primeira linha de defesa aguerrida da governadora? O PPS, claro!

E ainda tem gente se perguntando porque perdemos muitos de nossos quadros.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail