"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Zptrbg

Reproduzo artigo de LFV, com especial destaque para o diálogo em negrito, no final do texto.
Boa leitura ;)


De Luís Fernando Veríssimo no AEIOU Expresso 


A nave gigantesca pousa em algum lugar da Austrália. Seu comandante, falando um inglês perfeito, pede para falar com o líder da Terra. Logo instala-se a controvérsia. Quem falará com o extraterreno - que se identifica como Zptrbg, explicando que no seu planeta, Bns, não há vogais - em nome da Terra? O Papa? Impossível. Grande parte da população mundial não estaria representada caso o Papa fosse escolhido. O secretário-geral das Nações Unidas? A desmoralizada ONU também não poderia falar pela maioria da população. O Barack Obama seria repudiado por muitos, inclusive muitos americanos. O Sarkozy nem pensar, embora uma corrente propondo a Carla Bruni a par com o George Clooney para representar a Humanidade chegue a entusiasmar. Enquanto isto, o comandante Zptrbg espera, pacientemente, que definam seu interlocutor. Tem uma proposta para fazer à Terra.

Na falta de um consenso, escolhem o Lula para falar com Zptrbg. Lula é um cara simpático que - a não ser que o ofenda sem querer com seu linguajar - cativará o visitante. E Zptrbg mostra grande animação ao saber que falará com o Presidente do Brasil. Já leu muito sobre o Brasil.

Inclusive, acompanha as novelas brasileiras que chegam a Bns, além dos desfiles de Carnaval e dos jogos do Flamengo. O Brasil é mesmo uma das razões para a população de Bns ter viajado para a Terra. Sim, toda a população do planeta Bns está dentro da gigantesca nave. Todos os que sobraram da tragédia que se abateu sobre seu planeta, com o aquecimento provocado pela industrialização sem controlo, pelo desmatamento, pelo derretimento das calotas polares... A população de Bns está na Terra para escapar da extinção e começar uma vida nova. "Em qualquer lugar deste planeta abençoado e feliz, mas de preferência" - confessa Zptrbg a Lula - "no Brasil."

Lula não sabe o que dizer a Zptrbg. Não quer desiludi-lo. Pergunta, com jeito, o que o levou a escolher a Terra para salvar seu povo da extinção. Zptrbg explica que os cientistas de Bns fizeram um criterioso estudo de todos os planetas daquela e de outras galáxias e concluíram que a Terra era a que oferecia melhores condições para uma vida longa e saudável. Em nenhum outro os recursos eram tantos e tão inesgotáveis, como provava o grande desperdício de energia em todo o planeta, e a população era tão obviamente despreocupada com seu futuro. "E como você concluiu que o Brasil seria o melhor lugar da Terra para instalar seu povo?", quis saber Lula.

- Lendo sobre o Brasil na imprensa - respondeu Zptrbg.
- Vocês lêem os jornais brasileiros em Bns?
- Não. Só recebemos "The Economist".

A proposta de Zptrbg é colonizar uma grande área no Brasil, onde as expansões são tamanhas que nenhum conflito por terra é concebível, para que seu povo também possa viver despreocupado com o futuro como nós.

(Da série "Poesia Numa Hora Dessas?!")

Sonhei que a Morte
me deixou escolher
o modo em que queria morrer.
Coração, precipício,
choque eléctrico ou similar.
Agradeci, comovido,
mas pedi tempo para pensar
.

Texto publicado na edição do Expresso de 19 de Dezembro de 2009

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail