"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Chico Xavier, o Filme



Fui ver o filme do Chico na pré-estréia. Aliás, fomos eu e meu amigo Trappa representando a equipe da Rádio Cultura FM. Adorei. Como afirmamos na matéria abaixo, até quem não tem religião alguma deveria ver esse filme.

Eu já tinha lido o livro "As vidas de Chico Xavier", de Marcel Souto Maior e considero-o um relato jornalístico muito bem feito.

Antes de mais nada, Chico Xavier era uma pessoa extremamente gentil e um ser humano muito especial. Só por isso, sua história merece ser vista. Afinal, gentileza é artigo que vem se tornando raro no planeta, lamentavelmente. Para além disso, o médium foi de fato um ser humano mágico, que desafia os padrões que conhecemos como científicos.

A atuação de Nelson Xavier no papel do espírita é um espetáculo à parte. Fisicamente, os dois ficaram tão semelhantes que chega a emocionar. O próprio ator já disse em algumas entrevistas que esse é o maior papel de sua carreira, mesmo já tendo encarnado o cangaceiro lampião. Personagem inesquecível do cinema brasileiro.

Fico com vontade de contar algumas coisas (tem cenas hilárias no filme e outras surpreendentes, mesmo para mim, que li o livro), mas claro, não posso. Porém, uma dica: fiquem ligados no comentário que o próprio Chico faz sobre o dia de sua morte e tudo que acontece depois.

E lembrem-se, Chico Xavier escreveu mais de 400 livros, alguns em vários idiomas que não o português, sem mal ter completado o primário. É ou não é, no mínimo, um mistério para a ciência e um desafio para os céticos?






No site do filme, é possível ver alguns trailers e imagens, além do blog da produção. Mas quer saber? Vai ver o filme primeiro pra não estragar nenhuma surpresa, o filme vale a pena.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail