"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

domingo, 1 de maio de 2011

OTAN prossegue com "ajuda humanitária" na Líbia

Residência da família de Kadafi atingida pela OTAN



Em mais um ataque da OTAN foram assassinados o filho do comandante Muammar Kadafi, Saif al Arab, de 29 anos, seu neto Saif, de 2 anos, filho de Mohammad Kadafi, sua neta Carthage, também de 2 anos, filha de Hanibal, e uma outra neta, Mastura de apenas 4 meses, filha de Aisha Kadafi, assim como amigos e vizinhos, mortos na agressão da coalizão em um bairro residencial de Trípoli.

Os sucessivos ataques da OTAN na Líbia, a serviço do governo dos EUA, Inglaterra e França tem sido criticados pelo governo da Rússia. "Os argumentos dos membros da coalizão de que os ataques sobre a Líbia não têm como alvo a destruição física de Muamar Kadafi e membros de sua família causam sérias dúvidas", afirmou o ministério, em comunicado, ao pedir que a coalizão ocidental "cesse fogo imediatamente".

O primeiro-ministro, Vladimir Putin, também bem criticando duramente os ataques aéreos e acusado a OTAN de tentar matar Kadafi. A Rússia se absteve da votação, em março, no Conselho de Segurança da ONU que autorizou o uso da força na Líbia.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail