"Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido" Malcom X

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

NASSIF

A palestra com o Nassif foi a melhor até agora. Especialmente porque, conhecendo-o de perto, vi o quanto ele é acessível e absolutamente humilde em ouvir a todos e refletir sobre cada opinião, mesmo que pareça confusa ou excessivamente leiga. Vou postar a foto em breve (esqueci minha câmera).

O mais interessante, já para adiantar, é que concordamos que o grande desafio agora da blogosfera é conseguir fazer jornalismo tentando distinguir das colunas de opinião em que se tornaram a maioria dos grandes jornais. Uma forma sugerida pelos três (Paulo Henrique Amorim, Azenha e Nassif) seria uma espécie de agência em que jornalistas fariam o trabalho de captação das notícias de forma colaborativa.

Aliás, esse é o grande medo agora dos jornais. Algumas redações já estão proibindo seus funcionários a manterem blogs ou pertencerem à redes sociais como o twitter.

Se o jornal impresso vai acabar, eu ainda não sei. Mas que o jornalismo vive um momento inédito do qual ninguém pode prever o resultado, isso todo mundo concorda. É uma nova era que, dentre outras coisas, chama à reflexão sobre o papel da profissão, o jornalista como um prestador de serviço.

Uma coisa é certa. Muito em breve não haverá espaço para notícia falaciosa. Já que no mesmo momento em que ela for publicada (como aliás, já acontece só que em escala ainda tímida), logo uma avalanche de twitters, posts e afins irão invandir a mídia, atingindo em cheio a opinião pública.

É esperar pra ver.

Postar um comentário

Feed do Substantivu Commune

Siga-nos por E-mail